Livro de visitas

Deixe-nos a sua mensagem, opinião, sugestão ou crítica.


 Seu nome *
 Seu e-mail
 Seu site
 Mensagem *
* Obrigatório

Medidas Antispam
Por favor, insira o texto abaixo no campo antes de enviar a mensagem para o livro de visitas.
2 + 5=

(50)
1 2 3 4 5
(40) Belina

É com muita satisfação que vejo o trabalho que vocês fazem em defesa desta terra!!! É de louvar a dedicação e empenho demonstrado. Parabéns e força para continuar esta caminhada!

(39) Filipe Meneses

Impossível esquecer este encanto do TUA. Acabar com esta magia da natureza em que que os trilhos contornam a montanha junto ao rio, é não reconhecer a beleza do local onde vivemos.

(38) Júlia

...um trabalho sem palavras para definir......ainda bem que há quem goste do nosso interior......existem de facto paisagens maravilhosas...PARABENS

(37) COAGRET Portugal

A Coordenadora de Afectados pelas Grandes Barragens e Transvases (COAGRET) surgiu em Portugal a 10 de Junho de 2007 como secção autónoma de uma confederação ibérica de movimentos que defendem os rios e os afectados dos rios destruídos. Somos uma associação sem fins lucrativos, fundada na primavera de 1995, com o objectivo de juntar numa mesma organização, várias associações, movimentos sociais e pessoas afectadas por grandes infraestruturas hidráulicas. A COAGRET tem sedes em Zaragoza e em Mirandela

(36) Luís Jorge Monteiro

A minha alma é de xisto, povoado por vinhas e oliveiras nas encostas escarpadas do Tua que me viu nascer, que alimenta e um dia me receberá de novo no seu ventre. O silencio do seu vale, o ruido da corrente das suas águas, o isolamento das suas margens... ninguém comprrende na plénitude o que não vivencia.

(35) Juan Peniche

Tantas tristezas, tão poucas alegrias, até com desesperação e o resultado final: imigrar para sofrer mais. Esta foi Alma Minha… Que não quero esquecer Alma Tua. Um beijo de alegria por fazer-me lembrar sítios guardados no silêncio.

(34) Juan Peniche

Tenho setenta e dois anos, as vezes que viajei nessa linha férrea, então agreste e de horas sem fim até chegar ao destino, bem encarvoado, de uma cor preta. Era a cor do carvão do mineiro enterrado nas minas, que fazia a alegria do aquecimento dos lares, de pobres e ricos. Sentia-me criança, pois entre barragens do Minho, rio Cávado, Rabagão, Venda-Nova, Paradela do rio, Caniçada, Paradela, Pisões, Carrapatelo, Picote, Pego do Altar, esta já no Alentejo, como Campilhas (Algarve), Odiacher…

(33) Jorge de Mendonça

Há linha do Tua, mas por quanto tempo? Jamais esqueço a primeira viagem de Mirandela ao Tua, nas carruagens a chocalhar janela aberta a comtemplar toda a paisagem deslumbrante ao meu redor!

(32) João Joaquim

Que dizer da Linha do Tua? Que é fantástica? Que permite uma viagem pelo meio de um cenário espectacular? As palavras não fazem jûs a esta grandiosa linha... Só mesmo percorrendo é possível perceber a sua grandeza. Oxalá volte a ser possível e não destruam mais um património português!! Força com o projecto! Que consigam o vosso objectivo. Todos nós ficaremos a ganhar!!

(31) Bernardino Castro

Conheci bem muitos desses locais quando era criança e utilizava a Linha do Tua para chegar ao PortoFantástico trabalho este que vi através de Regina Andrade ,"amiga" do Facebook que o "sugeriu"Estou-lhes muito grato